A parábola dos talentos



Ref: Mateus 25.14-29.


“Pois a quem tem mais lhe será dado, mas a quem não tem, mais lhe será tirado.”


A prática de esconder os “talentos”, as “moedas”, era muito comum. Assim se fazia, para guardá-las dos usurpadores.


Um talento romano tinha o valor de 6.000 denários…. Agora imagine um dia sem obter esse valor, que era uma grande quantia em dinheiro.


A parábola nos mostra que dentre os que foram dados talentos, teve uma pessoa que não multiplicou e os guardou! Ele disse ao seu senhor: “Eu conheço a sua severidade e por isso; o guardei.”


Quando falamos de talentos nesse texto, Deus está falando de habilidades que Ele nos confiou.


Antes que você diga que não tem talentos, quero que saiba que a cada pessoa, O Senhor deu um “talento”, uma “habilidade”, um dom diferente.


Talento não é por exemplo, apenas saber pregar ou cantar, mas também, servir, organizar as coisas, receber, dar uma aula, cuidar de crianças… de animar os outros.


Meu Deus há uma diversidade de dons. O apóstolo Paulo em I Tm 4.14, diz: “Não despreze o dom que há em ti.” Você não é uma bolha no cosmo e se ainda não conhece o seu; talento; Deus irá te revelar.


Observe alguns princípios:


1. Deus acredita no seu potencial


Seu talento não lhe foi dado, para que você fique estacionado. O senhor confiou os talentos àqueles servos, e isso é muita honra, pois; ele lhes confiou o que tinha.


Se você entender que essa entrega é confiança, o seu legado será medido pela capacidade de multiplicar. Não se limite pelo meio em que vive, pelo legado familiar, você não é motivado pelo ambiente, mas pelo que carrega dentro de si.


Moisés se limitou diante de Deus, argumentou que nem falar conseguia, que não tinha condições. Mas Deus lhe disse: “Certamente serei contigo…” O Senhor é contigo meu irmão. Gideão também interpelou o Senhor: “Meu Deus minha família é a menor, quem sou eu?” O Senhor replicou: “Eu serei contigo e você derrotará os midianitas como se fossem um só homem.”


Deus está dizendo: “Coloquei dentro de você o meu DNA.”


Davi entendeu isso; embora tenha tido muitos erros, ele sabia o que o Senhor tinha colocado dentro dele.


. Admita que você não pode sozinho


Não é o seu talento ou capacidade que o garantem, o que o garante é o DNA que ele colocou dentro de você.


. Alegre-se Deus é maior que seus limites


. Creia que o seu desafio será testemunho


2. Deus nos carregou de dons que são valiosos


Não brinque com o que você carrega. Não trate sua vida como se a mesma fosse um “acaso”. Não, Deus depositou em você o DNA. Você carrrega o DNA da multiplicação.


Em Efésios 2.10 está escrito: “”

‭‭


1. Você não precisa exatamente conhecer seus dons para servir. O que tiver às suas mãos, faça com todas as suas forças.


2. Persiga o que queima em seu coração


3. Deus espera uma posição clara e uma multiplicação do nosso talento


Deus deseja que a sua habilidade seja exposta. Você não foi chamado para ser um armazenador, mas um multiplicador. É fácil correr risco quando não se tem nada a perder. Mas temos que correr risco quando temos algo a perder.


- Não enterre seu talento, veja o risco como seu aliado.


- Não deixe as burocracias humanas o impedirem de correr riscos.