Crianças no Afeganistão ligam para canal de TV à procura de Jesus: “Podemos conhecer Ele?


No ambiente de medo que se instaurou no Afeganistão, após a retomada do Talibã ao poder, crianças e jovens estão buscando desesperadamente por esperança em Jesus, após ouvirem sobre Ele no canal de Tv Sat 7, que leva programação cristã para todo país.

Isolados do mundo, agora os jovens afegãos estão se voltando para a televisão por satélite e para as mídias sociais, as únicas janelas que sobraram para se conectar ao resto do planeta e que o Talibã não pode impedir ou censurar.

O ministério evangelístico de mídia SAT-7 está transmitindo programas cristãos ao vivo para o Afeganistão por meio de um poderoso satélite gratuitamente 24 horas por dia, 7 dias por semana. O sinal cobre todo o país, até mesmo montanhas, áreas rurais e aldeias isoladas. A mensagem de esperança do Evangelho está sendo espalhada nas línguas locais em dari e farsi.

A rede de TV cristã tem recebido muitas mensagens e ligações de crianças afegãs à procura de Jesus. "Jesus está aqui agora? Podemos conhecê-lo? Onde está Jesus? Podemos vê-lo? Você tem Ele aí no estúdio?", perguntam com sinceridade.

Embora seja muito perigoso mencionar o nome de Jesus no Afeganistão devido a perseguição por parte dos talibãs, as crianças não conseguem esconder sua curiosidade sobre o Cristo que estão descobrindo na programação infantil da SAT-7. Segundo o diretor da rede, Dr. Rex Rogers, uma menina de 16 anos ligou e falou: “As pessoas estão apavoradas aqui. Por favor, nos ajude!".

“Meus olhos ficam cheios de lágrimas quando ouço essas crianças afegãs citando as palavras de Jesus de cor, criando suas próprias canções de adoração e usando-as para lidar com o medo intenso pelo qual estão passando”, afirmou Rogers à CBN News.


Crescimento do Evangelho entre jovens


Um dos jovens telespectadores da SAT-7 ligou desesperado para a equipe da TV, perguntando: “Onde vive esse Jesus? Eu realmente quero conhecê-lo!”. Dias depois, o mesmo jovem ligou novamente junto com um amigo.


Fonte: Portal Guiame

2 visualizações