blog

  • Renata Santana

Nova moeda digital chinesa, traz alerta a especialistas cristãos

Depois que a China, o maior regime autoritário do mundo, lançou sua “moeda digital soberana”, muitos especialistas cristãos entraram em estado de alerta.

Para o CEO da Christian Broadcasting Network (CBN), Gordon Robertson, o atual movimento chinês “caminha em direção a uma sociedade sem dinheiro” e isso significa que o mundo inteiro está literalmente sendo configurado para um controle governamental totalitário.

Ele explica que era exatamente isso o que faltava para que a China pudesse controlar totalmente o povo chinês. “Essa ação tem enormes implicações para o resto do mundo também. Isso tem a ver com o cumprimento de uma profecia para o tempo do fim”, apontou o CEO de uma das principais redes de TV evangélica nos EUA.

Robertson lembrou da passagem da Bíblia que fala sobre um governo que vai restringir o poder de compra da população mundial. “Só poderá comprar ou vender aquele que tiver uma marca específica”, mencionou.

A marca da besta

O CEO se referiu ao texto em Apocalipse (13.17,18) que fala sobre o número 666. “O governo chinês está avançando em muitas frentes para restringir o que sua população pode e não pode fazer”, disse.

Ele citou as restrições sobre liberdade religiosa e discurso público. “Eles restringem qualquer tipo de discurso político e qualquer discurso que critique seu governo. É definitivamente um repressão”, apontou.

“Basta olhar para o que aconteceu em Hong Kong nos últimos dois anos e você terá uma imagem muito clara de ‘para onde eles estão indo’. Eles querem controlar, e estão fazendo isso agora mesmo, com pontuação de crédito social”, explicou.

Na China, quem não pontuar de uma maneira específica, não terá permissão para viajar, por exemplo. Isso já está em vigor. O monitoramento que controla e “premia ou pune” os cidadãos chineses conta com uma grande base de dados nacional.

“Agora imagine que esse mesmo governo agora pode bloquear todo o dinheiro de alguém, e pode fazer isso instantaneamente, de forma que a pessoa não possa comprar ou vender. Isso significa não ter mais o direito de participar no mercado”, alertou.


Vantagens da moeda digital para o governo chinês


“Isso é o que a moeda digital permite que um governo faça. E se você está pensando que isso só vai acontecer na China, então pense novamente”, avisou o especialista.


Segundo Robertson, o Federal Reserve já tem um grupo de estudos que planeja uma moeda digital para os Estados Unidos. “E por que eles estão fazendo isso? Por temerem que a China usurpe os EUA e se torne a moeda mundial, ou seja, aquela que vai assumir o controle”, explicou.


Atualmente, existe uma grande movimentação nos mercados de ações, os vários mercados de Bitcoin e outras moedas digitais. “Algumas pessoas estão se tornando milionárias da noite para o dia, e bilionários estão sustentando suas riquezas com base no valor dessas moedas digitais”, disse.


“Bem, essa festa vai acabar em algum momento. A China está esperando o fim dessa festa e quer entrar no palco mundial com a moeda digital. Infelizmente, no final disso, você e eu estaremos sujeitos a um governo que pode não concordar com nossas opiniões”, disse.


Ele vai além, mostrando que o governo chinês pode não concordar com a sua religião ou com as pessoas com quem você anda. “Eles restringiriam absolutamente o seu acesso a essa moeda digital em um esforço para controlá-lo”, apontou.


Cumprimento de uma profecia bíblica


“É assim que você obtém o cumprimento de um versículo bíblico que diz que você não pode comprar ou vender sem ter uma marca”, disse.

No caso dos Estados Unidos, Robertson explica que o Federal Reserve quer entrar sobre essa ação para proteger o dólar americano como a moeda mundial.


“Dependemos disso agora. Estamos nos perdendo no esquecimento e o que nos permite ainda fazer isso é que temos a moeda (reserva) do mundo. Portanto, estamos essencialmente tomando empréstimos contra o valor de nossa moeda para ter um déficit de dois trilhões de dólares”, esclareceu.


E finalizou citando um texto apocalíptico: “Também obrigou todos, pequenos e grandes, ricos e pobres, livres e escravos, a receberem certa marca na mão direita ou na testa, para que ninguém pudesse comprar nem vender, a não ser quem tivesse a marca, que é o nome da besta ou o número do seu nome. Aqui há sabedoria. Aquele que tem entendimento calcule o número da besta, pois é número de homem. Seu número é seiscentos e sessenta e seis.” (Apocalipse 13.16-18)




0 visualização