O toque invisível de Deus


Ref: Mateus 17.24-28


Existem diferentes meios de Deus nos tocar. No caso de Pedro, o Senhor começou a tratá-lo em seu caráter. Na narrativa bíblica, observamos que o cobrador de impostos se aproxima de Pedro e o pergunta: “Seu mestre paga o imposto?” Pedro não exitou e disse; “sim“.


Ao chegar onde Jesus estava, Jesus perguntou a Pedro sobre de quem os impostos eram cobrados. “Dos filhos ou dos outros?“ Pedro respondeu “dos outros”. “Então os filhos estariam isentos?” Perguntou Jesus. Pedro respondeu que sim.


Mas ao cobrador de impostos, Pedro havia respondido que Jesus pagava os impostos. Pedro falou algo fora e outra coisa dentro da casa. E Jesus sabia, então Ele começou a tratar Pedro no seu caráter.


Jesus pede a Pedro para ir ao mar e pescar um peixe e pegar a moeda que estava dentro da boca do peixe e pagar os impostos.


Pedro estava acostumado a pescar com rede e Jesus pede a ele para pescar com a vara apenas.

Jesus estava tratando Pedro na área onde ele era convergente - no mar e reduziu as chances dele pescar. Quando Deus quer nos tocar,, Ele minimiza nossas possibilidades, para que Ele apareça - As nossas redes, habilidades, muitas vezes nos afastam de Deus.

Deus minimizou as ferramentas, para que Ele pudesse tocar. Não é na força do nosso braço. É tudo por causa Dele.

Pedro foi até o mar, jogou o anzol em obediência. Deus se preocupa conosco e por isso; Ele nos trata.


Pedro conhecia o mar, mas não conhecia os peixes. Mas Jesus o criador de tudo sim.

Ele disse a Pedro que o primeiro peixe que subisse à superfície resolveria o problema dele e ele teria a moeda para pagar o imposto.


Permita-se ser ensinado. Ser trabalhado por Deus e se surpreenda com o que Ele fará em sua vida. Nem sempre Deus nos tocará diretamente. Mas em algo que nos toca.


Geralmente Ele nos toca e nós tocamos os outros e geralmente Ele nos envia antes, para a solitude do mar.


Pr. Jackson Antonio

0 visualização