Onde estamos errando?



“Arrependei-vos, pois, e convertei-vos, para que sejam apagados os vossos pecados, e venham assim os tempos do refrigério pela presença do Senhor...” Atos 3.19


- Estamos errando no abuso da graça


A graça de Deus é algo incomparável. É o favor imerecido, espontâneo, benevolente de Deus para com o homem. As palavras perdão, justiça, misericórdia, amor, são encontradas em várias religiões, mas, a palavra graça, só no evangelho.


Existem pessoas que estão vivendo no pecado, na falsa ilusão de que Deus vai ‘quebrar o galho’. Estão dentro da igreja adulterando, tendo relações sexuais antes do casamento, mentindo, dando ‘calote’ nos outros, e achando que vai ficar por isso mesmo.


Muitos dirão naquele dia: “Senhor , Senhor, no teu nome profetizamos, operamos maravilhas, expulsamos demônios...” e Jesus dirá: “Apartai-vos de mim vós que praticais a iniquidade..., não vos conheço...”


Rm 6.23 diz: “O salário do pecado é a morte!” A graça vem para perdoar, preparar você para o céu, não apenas como uma experiência emocional para você continuar dentro da igreja pecando, achando que tudo vai bem.


Pare de achar que tudo é normal! Que o pecado é normal! O abuso da graça é viver pecando.


- Estamos errando na falta de comunhão entre os irmãos


Em Atos 15.39, Paulo e Barnabé tiveram uma forte de discussão por causa de João Marcos. Houve segundo os teólogos uma discussão violência, e para eles não houve uma repreensão por causa desse episódio. Também foi assim com Pedro, Paulo o resistiu na ‘face’. Mostrou para ele que estava usando dois pesos e duas medidas.


Filipenses 4.2 está escrito: “Rogo a Évode e a Sintique que sintam o mesmo.” A discussão entre eles foi no campo das emoções e produziu suspeita. A dissenção que leva o coração ao despeito, amargura, ódio, inveja, impede a comunhão entre os irmãos.


O amor e a misericórdia precisam estar entranhados em nós. Há pessoas que são muito difíceis, mas precisamos suportá-las por amor a Cristo.



- Estamos pecando na falta de compaixão para com os outros


Quando temos que pregar? (2 Tm 4.2) Pregue a tempo e fora de tempo.

O mundo só acreditará em Jesus se pregarmos Jesus! Não seja um 007! Por quê muitos não pregam o evangelho? (Mc 8.38)


A igreja está cheia de pessoas politicamente corretas ! Estou preocupado não com o que as pessoas pensam, mas, com o que Deus pensa.


Muitos não pregam o Evangelho porque não acreditam que o mesmo é o poder de Deus para mudar a vida da pessoa.



- Estamos pecando na glutonaria


Glutonaria em síntese é comer além da necessidade do seu organismo. Cl 3.5 diz: “Mortificai os vossos membros que estão sobre a terra, a prostituição, a impureza, o apetite desordenado.”

Gl 5.19-21 fala sobre as obras da carne e o versículo termina assim: “Os que cometem tais coisas não herdarão o reino dos céus.” Até na maneira que comemos glorificamos ou não a Deus.


I Co 10.31 diz: “Quer comais, quer bebais, quer façais outra qualquer coisa, fazei tudo para a glória de Deus.”


- Estamos errando no deboche com as coisas santas


Pelas nossas palavras seremos condenados ou justificados e daremos conta até de palavras que não tem valor. Não se brinca com as coisas santas!


- Estamos errando na falta de exemplo para os nossos filhos


A sociedade lá fora quer que a escola e o governo ensine e eduque os filhos, sendo que a responsabilidade da educação é dos pais. Já os pais crentes querem lançar na igreja a obrigação de educar, ensinar o mundo de Deus! O papel de educar é seu pai/mãe. (Pv 22.6)


A mente humana precisa de foco, conversa, heróis. Os heróis de hoje são os ‘painacas’ que para distrair seus filhos, colocam nas mãos deles um smarthphone, se eximindo da responsabilidade de educar.


- Estamos errando na falta de relacionamento profundo com Deus


A pessoa já está há 20 anos na igreja e continua um ‘mané’. É impossível um relacionamento profundo com Deus sem santificação, sem leitura bíblica, sem comunhão profunda com os irmãos. Relacionamento profundo com Deus produz fé incomparável!


-Estamos errando na ausência da obediência


Todo o contexto acima envolve essa palavra: OBEDIÊNCIA. Se quisermos continuar errando, continuaremos desobedecendo e se não quisermos errar, teremos que obedecer.


A única virtude do paraíso é a OBEDIÊNCIA! A soberania de Deus exige a obediência e decide o destino do homem.


Pr. Silas Malafaia

Edição: Renata S Santos

2015/Bhte-MG




2 visualizações