Ore pela Igreja Perseguida


É alarmante o aumento do número de cristãos perseguidos no mundo todo. Em 2013 eram 100 milhões e, hoje, já são mais de 360 milhões, conforme o Secretário Geral da Portas Abertas no Brasil, Marco Cruz.

Em entrevista exclusiva ao Guiame, ele disse que este é o pior ano. “Nós atingimos o maior nível de perseguição desde que a Portas Abertas começou a monitorar essa questão”, disse ao ressaltar que “em menos de 10 anos mais do que triplicou a quantidade de cristãos perseguidos.

Resumindo, 1 a cada 7 cristãos enfrenta a perseguição por causa do nome de Jesus.

Piores países para os cristãos: Afeganistão e Coreia do Norte

“A Coreia do Norte atingiu sua maior pontuação”, disse Marco ao mencionar os trabalhos da Portas Abertas desde o início, em 1993. “E a perseguição aumentou ainda mais no Afeganistão com a tomada do poder pelo Talibã”, explicou.

Ou seja, após 20 anos liderando no topo da Lista Mundial da Perseguição, a Coreia do Norte deu lugar ao Afeganistão, não porque a violência por lá diminuiu, mas porque agora os dois países concorrem entre os lugares mais violentos e perigosos do mundo para quem professa o cristianismo.

“Na Coreia do Norte existem de 50 a 70 mil cristãos presos em campos de trabalho forçado. A situação é muito ruim, as pessoas passam fome e são submetidas a torturas diárias”, revelou.

“Mas, no Afeganistão ainda é pior, porque todos os cristãos são secretos e, se descobertos, é bem provável que enfrentarão a morte. Para o cristão afegão o risco de vida é mais iminente”, comparou.

China fere cada vez mais a liberdade religiosa

O comunismo e a ideologia chinesa já estão servindo de inspiração para outros líderes que tentam implantar o socialismo em suas nações, o que acarreta em mais perseguição aos cristãos.

“À medida que a China aumenta o seu poderio econômico, sua força se espalha pelo mundo. Dentro do país, existe só um partido — o comunista — então, existe um modelo de conformidade padrão. Quem não segue o modelo sofre as penalidades”, disse Marco que já morou na China por três anos.

“Orem pelos cristãos perseguidos, pois a sua oração pode chegar aonde você não pode ir. A situação vai ficar cada vez mais tensa e mais crítica. Os dados das Portas Abertas confirmam isso. A Igreja Perseguida precisa de ajuda, contamos com o apoio de todos”, pediu e finalizou Marco Cruz.

Fonte: Portal Guiame

0 visualização